0

Descompartilhando a cama

Quando o bebê chega, geralmente os pais colocam ele para dormir junto,na cama de casal, pois nessa fase de adaptação o bebê acorda muitas vezes a noite,para mamar, ou porque fez xixi ou a mãe tem medo que aconteça algo enquanto ele dorme, é normal e acho que todas mães passam por isso, mas tem um momento em que o bebê precisa do seu espaço e os pais precisam da sua cama de volta. E tem também aqueles pais (como eu) que ensinam o bebê dormir na sua cama para depois colocarem no berço ou na caminha e essa transição é muito difícil. Eu já disse aqui que preferi ensinar os meus bebês a dormirem no berço , com uns 4 meses, pois foi muito difícil tirar o meu mais velho da cama , mas mesmo os outros dormindo no berço a maior parte da noite eu sempre fazia eles dormirem primeiro na minha cama, então vou colocar umas dicas para que eles aprendam a dormir em suas caminhas, com os meus funcionou, é um processo, como tirar da fralda, do mama e etc.
* Tudo começa a decisão dos pais de colocar os filhos no quarto deles;
* Depois de tomada a decisão , não pode voltar atrás e abrir exceções;
*Comece uma rotina, mais ou menos assim: Jantar, banho, deitar na cama , assistir um desenho ou contar uma história, oração e pronto.
* Nos primeiros dias a criança vai chorar e vai querer ir para seu quarto, então você deve sentar ao lado da cama e ficar em silêncio , até que a criança pegue no sono.
* Se durante a noite a criança acordar e for para seu quarto, você deve ser firme, levante e leve-a novamente para cama, e fique ao seu lado se for necessário, até que ela pegue no sono novamente.
*Esse processo dura geralmente uma semana se os pais forem firmes, tem de explicar para a criança que cada um tem seu espaço, e mostrar que sempre que ela solicitar terá os pais por perto.
Espero que este post ajude a colocar os rebentos em seu quarto!
soninho montagem
Essas fotos foram tiradas no processo de dormir, eles tinham tomado banho, jantado, escovado os dentes e eu estava para contar uma história, depois das fotos contei história, fizemos uma oração e eles foram para cama.

0

Criança precisa de sol

Não consigo entender essa história de crianças menores de 7 anos ficarem horas na frente do computador, da tv, trancados dentro de casa, sei que nem todas as crianças tem um quintal grande como os meus filhos , mas sei também , que em prédios e condomínios têm área de lazer, o que falta é tempo para os pais saírem com eles de casa, então fica mais fácil deixá-los jogando e assistindo.
Procuro proporcionar para os meus filhos um pouco da infância que eu tive, brincar com areia, barro, água, rolar na grama, quando tem sol eu coloco eles para fora, para brincar de tico,jogar bola, pular corda, e lembro também de que quando ficava no apartamento da minha vó, a gente ficava horas na balança , no escorregador e na areia, sol faz bem para saúde ,se não for nos horários de pico, e sempre usando protetor solar, e é muito importante para o desenvolvimento e para criança aproveitar tudo o que a infância oferece.
Escrevei esse post mais como um apelo para que as mães, para que levem seus filhotes para passear, em praças, parques e os deixem brincar e sujar fora de casa.E deixar esses eletrônicos, como tv, computador e vídeo game para dias chuvosos quando realmente terão de ficar dentro de casa.
montagem sol

0

Escolinhas

Qual é a hora certa do bebê ir para escolinha?Acredito que não existe hora certa, mas a nescessidade de cada criança e cada família.

Eu não precisei colocar os meus filhos na escola ainda bebês, Adrian foi quando tinha 3 anos e meio, e foi muito difícil a adaptação, pois ele não queria tirar o cochilo que a turma de sua idade tirava depois do almoço, Adrian permaneceu o maternal 3 indo somente pela manhã, quando foi para o pré, já com 4 anos ele ficou no período integral, pois as escolas públicas aqui da minha cidade (Curitiba-PR), são somente integrais, para que que ele ficasse só meio-período eu precisaria pagar uma escolinha, mas como no pré não havia nescessidade de tirar o cochilo, Adrian teve uma ótima adaptação.

Nessa época (2010), o Benjamim meu segundo filho tinha 2 anos e meio e como o Adrian ficava o dia todo na escola, ele me pediu para ir também, ele dizia assim: _ Mas mãe eu já sou dandão(grandão), e ficava chorando pois sentia muita falta do irmão,  eu estava grávida e achei que ele ficaria bem se já estivesse acostumado com a escola quando a irmã nascesse, então tentei uma vaga na mesma escola do irmão, embora eu preferisse ficar com ele até que ele tivesse 3 anos , entendi que para ele seria importante partilhar a experiência com o irmão.
Continuar lendo

0

O Mãe da Hora!!!

Para começar esse blog, quero por como comecei, de onde vim…

Cynthia Regina Kucek de Souza, nascida aos 02 de julho de 1983, casada, e mãe de 3 riquezas, sou dona de casa e aspirante á escritora, já fiz de tudo um pouco, adoro artesanato, filmes e chocolates, minha mãe diz que sou velha, acho que é porque sou muito chata.

Nunca quis ser mãe, sonhava em ser descolada, viajar o mundo e ser totalmente independente, então apareceu um certo rapaz que me fez rever meus conceitos, me apaixonei e um dos maiores sonhos dele era o de ter um filho. Ele me pediu em casamento, e faltando 3 meses para a data eu começo a passar mal, mais devido a estar em um novo emprego achei que era nervosismo, preparativos a mil, apesar de ser um casamento simples eu fiz tudo bonitinho. Em julho de 2005 casamos e um mês depois eu descobri que tava grávida, só que já estava com quase 4 meses de gestação, um susto, uma alegria, então 21/12/2005 as 18h52 nasceu o Adrian  e também uma mãe, eu não me julgava capaz de ser mãe até pegar o meu bebê no colo, olhando em seus olhos pude entender todo o amor que é possível um ser humano ter e descobri que ele veio com as instruções, não tive problemas com os cuidados dele (menos com as cólicas) e tivemos uma envolvimento lindo!

Quando Adrian tinha um ano e dois meses eu comecei a passar mal de novo, e após um exame de BHCG , descobri que estava grávida novamente, veio a insegurança , o medo e a decisão de não trabalhar mais fora, enfim deixei de ser descolada , independente para me dedicar á maternidade, no dia 14/09/07 as 8h58, com a chegada do Benjamim , descobri como é lindo o amor de mãe se multiplicar
Enfim, quando decidi que estava na hora de retornar ao trabalho, pois Bj já tinha dois anos e Adrian quase 4, me vi grávida pela terceira vez e para fechar ( ou não) com chave de ouro , nasceu aos 05/06/10 as 10h20 a princesa Analuíza mais conhecida como Babylove.

Hoje com 28 anos sou mãe de 3 preciosidades, moro com meu marido e filhos, dividindo o terreno com meus sogros, quando comecei a escrever esse blog estava triste e desanimada, e agora me sinto feliz e honrada por tantas pessoas lerem o que escrevo e por saber que estou ajudando algumas mamães.
Obrigado á todos que me acompanham , e que Deus continue iluminando o meu caminho, pois só tenho que agradecer a todas as bençãos que recebo.

Cynthia.